27.8.10

Hospital da Criança vai formar pediatras

A ausência do presidente Lula esvaziou a solenidade de inauguração do Hospital Estadual da Criança, em Feira de Santana. Segundo assessores da Presidência da República, o presidente chegou a decolar no helicóptero no aeroporto de Salvador, mas não pôde seguir viagem devido ao mau tempo. Quando após mais de uma hora de atraso foi anunciado que o presidente não viria, pelo menos 20% do público deixou o auditório montado para a solenidade.
Coube ao secretário de Saúde, Jorge Solla, apresentar a unidade, que além de atender os pacientes será utilizada também para formar profissionais em pediatria, área em que o secretário reconheceu a existência de um déficit no estado.
O Hospital da Criança terá capacidade para 280 pacientes. Vai atender de mães grávidas que fazem o pré-natal a adolescentes até 18 anos. Este público representa um terço dos atendimentos no Hospital Geral Clériston Andrade, segundo a diretora do novo hospital, Edilma Reis, que está deixando a direção do Clériston Andrade.
O gerenciamento da nova unidade será feito pelo Instituto Sócrates Guanaes, instituição que venceu a licitação da Secretaria de Saúde (Sesab) e será responsável pela contratação de pessoal. O funcionamento começa a partir desta sexta-feira, mas inicialmente serão disponibilizados 150 leitos, entre eles 30 UTIs e 20 semi-UTIs. A meta é que em um ano o hospital funcione com sua capacidade plena.
De acordo com a assessoria de imprensa da Sesab, a obra custou R$ 60 milhões, sendo R$ 40 milhões na construção e R$ 20 milhões em equipamentos. A participação do estado foi de R$ 23 milhões e os outros R$ 37 milhões vieram do governo federal.
Diversas especialidades serão oferecidas, como oncologia, pneumologia, nefrologia e oftalmologia. Exames serão feitos no próprio hospital e para atender à finalidade pedagógica, a estrutura dispõe de salas de aula e alojamento para residentes.
“Aqui vai se transformar em um centro de formação de pediatras não somente para a Bahia, mas para o Norte e Nordeste”, afirmou Adson França, assessor do ministro da Saúde, José Gomes Temporão, que também faltou à solenidade, já que vinha no mesmo helicóptero que conduzia o presidente.

3 comentários:

  1. Anônimo28/8/10

    È uma pena que o povo cego, opta em colocar no Senado uma Lidice da Mata a pior prefeita que Salvador já teve e não colocar um Edivaldo Brito, um José Ronaldo, dois homens de bem. Só porque não pertencem ao PT?Que povo cego! E tem mais! no Senado tem que ser oposição porque senão o governo faz o que quer, (Ex : fator previdenciario, aumento dos aposentados, indexado ao minimo, etc) e quem tirou a cpmf? O senado! porque Lula não tinha maioria, o povo irá se ferrar com essa endeusação a Lula!Tem que haver o contraditorio, é a democracia

    ResponderExcluir
  2. Seria muito bom que esse hospital servisse para formar novos profissionais.Tem tudo para formar.Mas não formará por que já nasceu impregnado com a moeda podre do uso político da máquina pública e com muita sujeira nos seus alicerces.

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito dos artigos de ótima qualidade do seu Blog. Quando for possível dá uma passadinha para ver nosso Curso de Informática Online. Melissa.

    ResponderExcluir

Espalhe

Bookmark and Share