22.6.10

Três mortos em acidente na BR 324

Três pessoas morreram nesta segunda-feira na BR 324 sentido Feira de Santana-Salvador, depois que a caçamba JNW 8037, placa de Feira, atingiu em alta velocidade carros que estavam parados, no quilômetro 527. Eram 6:20 da manhã. Uma forte neblina cobria a estrada e um outro acidente alguns quilômetros adiante já engarrafava o trânsito.

As vítimas estavam dentro do Corsa sedan JQR 5320, que ficou todo retorcido e irreconhecível. Morreram no local o chefe de gabinete da presidência da Câmara de Feira de Santana, José Ailton de Melo, 37 anos, a companheira dele, Maria Rosilene Silva Alves Almeida, 29 anos e o irmão dela, Antônio Carlos da Silva Alves, 17 anos. Os corpos presos nas ferragens só puderam ser retirados com auxílio de equipamentos que cortaram o que sobrou do carro.

Outros sete veículos foram envolvidos na batida e 10 pessoas feridas levadas para o hospital Clériston Andrade. Seis que tiveram ferimentos leves foram liberados ao longo do dia e outros quatro permaneceram internados para avaliação, mas a princípio sem correrem risco de morte.

O Corsa onde morreram os três passageiros foi o último a ser atingido pela caçamba, carregada com cevada. Ele foi prensado entre a caçamba e um caminhão baú e coberto pela carga de cevada, que se espalhou também pela pista. O motorista causador da tragédia fugiu e não foi identificado.

O inspetor George Paim, da Polícia Rodoviária Federal, informou que a caçamba vinha em alta velocidade, pois antes de parar esmagando o Corsa, bateu em outros cinco carros, jogando três deles para o lado oposto da pista, sentido Salvador-Feira.

“Quando vi a caçamba se aproximando no retrovisor joguei a direção para a esquerda, para desviar da carreta que estava na minha frente”, relatou o caminhoneiro Herbeson Mendes, que dirigia o caminhão baú. Esta providência salvou sua vida, porque mesmo sendo o penúltimo carro a sofrer o impacto do acidente, teve o lado direito da cabine destruído ao ser empurrado contra a carreta da frente.

A delegada Márcia Pereira, de Feira de Santana, apreendeu a caçamba de cevada e obteve a identificação do proprietário do veículo, que ainda ontem foi intimado para informar quem estava dirigindo.

A Câmara Municipal suspendeu a sessão que ocorria na manhã de ontem e decretou luto de três dias pela morte do funcionário. Nesta terça também não haverá sessão, que será retomada somente amanhã.

ENGARRAFAMENTO

O resgate dos corpos e o atendimento aos feridos mobilizou bombeiros, SAMU, Polícia Rodoviária Federal e a Via Bahia, empresa concessionária da BR 324. Durante algum tempo a rodovia foi interditada dos dois lados, o que provocou quilômetros de congestionamento. Mesmo com a liberação da passagem de um carro por vez, o engarrafamento chegou a 10 quilômetros no sentido Feira-Salvador. A liberação total da estrada só ocorreu quatro horas depois da batida.

As fotos de Valdenir Lima mostram as vítimas ainda presas ao Corsa destruído, a retirada da cevada da pista e o estado de outros carros que foram atingidos

 

Posted via email from Glauco Wanderley

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário

Espalhe

Bookmark and Share